ONG, governo e empresa unidos em prol da educação pública

Parceria da Gol de Letra com Starbucks leva revitalização à EMEF João Ramos

A mobilização de pessoas é algo cada vez mais presente e necessária em nossa sociedade.
A incidência de petições, discussões temáticas, fóruns e seminários, além da gestão descentralizada e participativa de políticas públicas reflete as mudanças e contribui para a corresponsabilização do bem-estar social por todos os atores da sociedade.

Nesse contexto, o voluntariado assume um papel de destaque, seja pela ação do indivíduo, seja por meio de empresas socialmente responsáveis e que atuam em benefício de alguma causa.
Star1A Fundação Gol de Letra e a Starbucks Brasil discutiram possibilidades de uma ação de voluntariado que beneficiasse outras pessoas dentro do eixo educação. Foi identificado um parceiro da Fundação – a Escola Municipal João Ramos – que atua na comunidade da Vila Albertina e que precisava de reforma nas salas de aula e em outras áreas comuns.

No dia 5 de abril,  estiveram presentes ação Norman Baines, diretor geral da Starbucks Brasil,  Sóstenes Oliveira, diretor geral da Fundação Gol de Letra, além de 200 colaboradores da Starbucks dispostos a doar seu tempo em benefício do espaço que atende crianças, adolescentes  e jovens, professores e da comunidade. Literalmente ”arregaçaram  as mangas“ e se dispuseram a atender a necessidade de pintar  a escola.
star2Tal  ação fez parte do Mês do Voluntariado Global da Starbucks, que promove o engajamento de seus partners ou colaboradores em programas e projetos que Starbucks investe. Além da motivação dos colaboradores no evento, o que ficou evidente é que este tipo de inclusão promove o senso de pertencimento em causas e projetos beneficiados pela empresa.
star3E ao doar seu tempo em prol do outro, o processo de transformação social também atinge  as pessoas que promoveram a ação. Todos, sem exceção, foram transformados.

Ter uma atuação com empresas dentro de escolas públicas faz parte da missão da Fundação Gol de Letra.
star4“Essa ação representa uma união perfeita! Os colaboradores da Starbucks trabalhando voluntariamente para melhorar a infraestrutura de uma escola pública com a articulação da  Gol de Letra. É empresa, governo e ONG mobilizados juntos para o bem de crianças, adolescentes e da educação pública”, comentou Raí, presidente do conselho da Fundação Gol de Letra. É  nisso que acreditamos, todos juntos, em prol de muitos.

Você sabe o que é Tchoukball?

Considerado o Esporte da Paz, a modalidade já faz parte do dia a dia da Gol de Letra

Criado na década de 70 pelo biólogo suíço Dr. Herman Brandt com o objetivo de ser um esporte sem contato físico, que pudesse dar equilíbrio físico e mental para os praticantes, diminuísse as lesões nas praticas esportivas e pudesse trazer paz entre as equipes e atletas, o tchoukball (se pronuncia tchuquebol) tem características do vôlei e do handebol. “Tchouk” representa o barulho que faz ao bater a bola no quadro, e “Ball” é bola em Inglês.

A Federação Internacional de Tchoukball criou uma cartilha de regras com três pontos principais:

  1. O jogo exclui qualquer esforço por prestígio, seja pessoal ou coletivo.
  2. O jogo requer dedicação total.
  3. O jogo é antes um exercício social que uma atividade física.

20140203_Aula de Tchoukball_Victor Prudencio (21)

A regra principal é arremessar a bola no quadro de uma forma com que os jogadores adversários não consigam agarrá-la. No tchoukball não é permitido roubar a bola ou atrapalhar a jogada da outra equipe. Também não pode pingar/quicar a bola, chutá-la ou correr com ela em mãos e existe uma quantidade limite de passes para que cada equipe possa dar antes de arremessar e uma área onde nenhum jogador pode entrar e a bola não pode cair dentro.

Pensando nestas regras, parece ser um jogo chato e monótono, mas muito pelo contrário. O tchoukball é um esporte dinâmico e um tanto quanto intenso. Estes obstáculos fazem com que os atletas tenham criatividade para executar as jogadas, superem seus limites e aprimorem cada vez mais seus fundamentos. É um esporte que exige muito de seu corpo e de sua mente, que possui quatro pilares educacionais e benefícios:

  1. ACESSIBILIDADE – 5 minutos de explicação é o suficiente para jogar. A ausência de contato físico permite que seja jogado com equipes mistas (meninos e meninas juntos). É uma boa alternativa para quem quer iniciar uma prática esportiva regular, pois seus movimentos são básicos e naturais.
  2. INTENSIDADE – ausência de obstrução. A inteligência dos educandos é requerida o tempo todo durante as atividades
  3. TÁTICA – requer espírito de equipe e senso de observação para praticar
  4. JOGO LIMPO – o Tchoukball procura eliminar na prática esportiva as jogadas desleais e agressividade desnecessária

Na década de 1980, o esporte se desenvolveu muito em Taiwan e lá aconteceu o primeiro torneio mundial, em 1984. Atualmente é o terceiro esporte mais jogado no país. Graças às suas características, a Federação Internacional de Tchoukball recebeu uma carta da ONU elogiando a modalidade por ajudar a “transmitir mensagens de paz universal”. Nessa mesma carta, o tchoukball foi reconhecido pelas Nações Unidas como o “Esporte da Paz”.

20140203_Aula de Tchoukball_Victor Prudencio (5)

Na Gol de Letra, o tchoukball começou a ser desenvolvido em 2006, dentro do projeto Lazer aos Sábados, com os educadores Archimedes Moura e Luciano. Em 2009, a modalidade passou a ser trabalhada também dentro do NED (Núcleo Esporte e Desenvolvimento). Atualmente, há quatro turmas entre manhã e tarde com cerca de 50 alunos matriculados, além de duas escolas parceiras (EMEF João Ramos e EMEF Noé Azevedo).

Além dos benefícios individuais, resultantes da prática, os participantes do Tchoukball na Fundação passaram a ganhar destaque dentro das competições, como o 3º lugar na categoria M18 (atletas com até 18 anos) em 2011, campeão brasileiro na categoria M15 em 2013 e a presença de representantes da Gol de Letra na seleção brasileira em 2011 e 2012.

Eduardo Brunello, educador de Tchoukball na fundação e um grande apoiador e disseminador do esporte, conta que o principal objetivo é educar através do esporte, proporcionar um local de discussão, além da disseminação e prática. “A nossa meta é garantir, durante o desenvolvimento do esporte, um compromisso leal entre educadores e educandos juntamente com a base de cidadania com o respeito a tudo e todos”, conta.

20140203_Aula de Tchoukball_Victor Prudencio (26)

Gostou? Se quiser conhecer, a Gol de Letra possui atividades abertas de tchoukball aos sábados. Mais informações pelo telefone 11 2952-1256 e o site oficial da modalidade é www.tchoukball.esp.br.

Para incentivar essas e outras iniciativas, seja você também um Sócio Titular! Com doações a partir de R$30 por mês, você colabora com os projetos da Gol de Letra e colabora para projetos de Esporte, Educação e Empregabilidade, para crianças, adolescentes e jovens. Acesse www.goldeletra.org.br/doe e participe!