Jovens do Projeto Gol pela Igualdade compartilham conhecimentos e experiências

Depois de participarem de treinamento oferecido pelo Manchester City na Inglaterra, chegou a hora de compartilhar o que vivenciaram com outros jovens da Vila Albertina (SP)

Os jovens da Fundação Gol de Letra que participam do Projeto Gol pela Igualdade voltaram da Cúpula Global de Jovens Líderes, realizada pelo programa Cityzens Giving, do clube inglês Manchester City, cheios de novas idéias e histórias pra contar. O evento teve como sede a City Football Academy, em Manchester (Inglaterra), e reuniu mais de 30 jovens de projetos apoiados no mundo inteiro.

Letícia Matos Ferreira, de 19 anos, e Ramon Rodrigues, 18 anos – ao lado da educadora Josiane Espinosa – participaram durante seis dias de uma intensa programação com o objetivo de desenvolver habilidades de liderança, compartilhar aprendizados e experiências sobre o uso do futebol para transformação social, conhecer e respeitar culturas e origens diferentes.

Grandes experiências
“Foi incrível, mudou o meu pensamento sobre tudo. A convivência com pessoas que falam outras línguas, de outras culturas, foi o que mais me chamou atenção. No começo ficamos inseguros por conta disso. Depois começamos a despertar para o nosso potencial e o incentivo dos outros ajudou muito. A partir daí ficou legal, todo mundo vinha falar com a gente, ouvir a nossa opinião e ajudar a gente a se comunicar”, lembrou Letícia.

leticia-matos-ferreira

Foram atividades práticas, teóricas, workshops e dinâmicas, construídas em conjunto com os jovens. Ao final, eles tiveram como desafio montar sozinhos um festival de futebol para as crianças da comunidade local. A proposta levada pelos jovens da Gol de Letra foi o Futebol 3, que foi destaque e muito bem recebido pelo grupo.

“Planejar atividades, seguir a rotina estabelecida e ter segurança para falar em público foram aprendizados muito importantes pra mim. A gente ensinou e aprendeu. Ficamos tímidos no começo, por causa da questão da língua, mas depois, com a orientação dos professores, nos soltamos e aí foi demais! Me aproximei de um educador da Índia que me ajudou bastante a ter mais confiança e atitude. No penúltimo dia eu consegui fazer o projeto com as crianças falando no idioma delas”, conta Ramon.
cupula-de-jovens-lideres_manchester_junho-2016-3Na avaliação da educadora Josiane “a proposta de construir ao longo da semana o líder que cada um gostaria de se tornar foi muito positiva. O principal objetivo foi desenvolver a segurança nos jovens e eles deram todas as ferramentas para isso. Trabalhamos a questão das emoções, o que você pode controlar e o que não pode. Foi uma formação bem humana e não tão técnica e nesse sentido foi muito bom pois a ideia é que eles atuem com crianças, com pessoas”.

O projeto Gol pela Igualdade visa trabalhar a questão de gênero no esporte, incentivando a participação de meninas nas atividades esportivas. Sobre esse aspecto, Letícia observou: “Lá o futebol feminino é valorizado igual ao masculino. E isso vem desde cedo, o pensamento das crianças já foi automático quando falamos que meninos e meninas jogariam juntos”.

O trabalho em grupo e a necessidade de ouvir, considerar opiniões diversas e ponderar foi um ponto de destaque. As dificuldades surgiram e foram superadas com muito aprendizado.
cupula-de-jovens-lideres_manchester_junho-2016-41

Missão a cumprir
De volta ao Brasil, os jovens tiveram uma missão a cumprir: planejar, organizar e executar uma atividade na comunidade onde moram para o Dia Internacional da Juventude (International Youth Day), celebrado em 12 de agosto. Eles escolheram apresentar para meninos e meninas da Vila Albertina (SP) a oficina de Futebol 3. Foram dois grupos, um pela manhã e outro a tarde, com alongamento, momento de definição de regras, jogo de futebol misto e roda de conversa.
???????????????????????????????

 

Gol de Letra participa de encontro promovido pelo Manchester City

Cúpula Global de Jovens Líderes, iniciativa do Cityzens Giving, reuniu 30 jovens de nove países onde o clube inglês apoia projetos sociais

Com o objetivo de empoderar jovens líderes que participam dos projetos apoiados pela City Football Foundation em todo o mundo, o Manchester City promoveu uma semana inteira de capacitação, treinamento, integração e atividades práticas para que 30 jovens possam desenvolver suas habilidades, autoconfiança e redes de relacionamento a fim de transformar suas comunidades.

Cupula de Jovens Lideres_Manchester_Junho 2016 (42)

A Cúpula Global de Jovens Líderes foi realizada de 5 a 11 de junho na cidade de Manchester, na Inglaterra, e contou com a participação de jovens da Fundação Gol de Letra que participam do projeto Gol pela Igualdade, apoiado pelo Cityzens Giving, braço social do clube.

Letícia, Ramón, Victor e Douglas, acompanhados da educadora Josiane, embarcaram para a “Terra da Rainha” para uma experiência incrível, de muito aprendizado e novidades, que aqui no Brasil serão compartilhados com os demais participantes do projeto.

Cupula de Jovens Lideres_Manchester_Junho 2016 (4)

As oficinas e atividades foram realizadas na City Football Academy, local oficial de treino de todas as equipes do Manchester City. Lá eles desenvolveram habilidades de liderança, empreendedorismo social e de diálogo com diferentes culturas, colocando o futebol como ferramenta de educação.

O projeto de cada país tem como foco trabalhar um tema importante para o desenvolvimento de suas comunidades locais, tais como empregabilidade, saneamento, acesso à educação básica, entre outros. No Brasil, o projeto Gol pela Igualdade, da Fundação Gol de Letra, participa trabalhando a questão da igualdade de gênero por meio do futebol.

Cupula de Jovens Lideres_Manchester_Junho 2016 (27)

“Todos aproveitaram bastante. Tivemos um treinamento teórico e prático de como conduzir uma atividade e agir como líder. Nosso grupo colocou a mão na massa, produziu, se arriscou, propôs ideias, testou novas possibilidades e compartilhou experiências com outros países. E um detalhe: lá até a grama é azul (cor principal do time)!”, contou a educadora Josiane Espinosa.

Cupula de Jovens Lideres_Manchester_Junho 2016 (10)

Workshops, encontros com a equipe de profissionais do clube, palestras e atividades no campo fizeram parte da programação. Ao final, eles planejaram ações e as colocaram em prática no Festival de Futebol que foi organizado para 120 crianças da escola da comunidade local. Para eles, a maior dificuldade foi em relação à língua, barreira superada com muito bom-humor, gesticulações e empatia com os outros participantes.

finalA78Q8217

Depois de uma semana intensa de aprendizado e compartilhamento, nossos jovens encerraram com sucesso suas participações no encontro e voltaram animados para transformar em ação novas ideias, estratégias e tudo o que vivenciaram por lá.

Cupula de Jovens Lideres_Manchester_Junho 2016 (29)

Josi, Victor, Ramón e Letícia aproveitaram para entregar a placa de reconhecimento de parceria para Annemarie Elsom, diretora de Programas Internacionais da City Football Foundation.

A Gol de Letra acredita que toda pessoa é capaz de ultrapassar fronteiras, não só físicas mas principalmente sociais, culturais, imaginárias e de qualquer natureza. Parabéns a todos!

 

Confira o resultado da votação do projeto Gol pela Igualdade

Projeto da Fundação Gol de Letra ficou na 4ª posição e será realizado na Vila Albertina, em São Paulo, com apoio do Manchester City FC 

Em uma votação realizada entre novembro e dezembro de 2015, o projeto Gol pela Igualdade (clique para assistir ao vídeo), da Fundação Gol de Letra, foi uma das seis iniciativas escolhidas pelo Manchester City FC para serem apresentadas ao público na campanha Cityzens Giving.

A campanha é promovida pelo clube de futebol inglês com o intuito de contribuir com projetos sociais de todo o mundo que utilizem o futebol como ferramenta de transformação para uma determinada causa.

Ao votar, o público definiu a distribuição de uma doação no valor de £ 400 mil entre os seis projetos participantes. O Gol pela Igualdade ficou com a quarta colocação, recebendo a quantia de £48.271 para executar o projeto, que vai tratar a igualdade de gênero entre meninas e meninos da Vila Albertina (SP), beneficiando 150 adolescentes e jovens. O trabalho também envolverá as famílias e a comunidade.

Cityzens Giving FINAL menor

Foram registrados mais de 85 mil votos de pessoas de todo o mundo, especialmente os torcedores do Manchester City. Além da Fundação Gol de Letra – única representante da América Latina – a campanha também vai beneficiar projetos em Kolkata (Índia), Cape Coast (Gana), Manchester (Inglaterra), Nova York (EUA) e Melbourne (Austrália).

A Fundação Gol de Letra agradece a todos que participaram da campanha, votaram, divulgaram, torceram e se envolveram com a causa. O seu apoio fez a diferença! Veja o resultado no site oficial do Manchester City.

Fique ligado em nossas redes sociais, acompanhe o desenvolvimento do projeto ao longo do ano e as novidades da Fundação Gol de Letra.

Igualdade de gênero: dever de todos

IMG_1527

Por Sóstenes Oliveira, diretor geral da Fundação Gol de Letra

É imprescindível e urgente discutir e problematizar a desigualdade de gênero no nosso país.

Queremos reforçar este debate na sociedade para que as pessoas reflitam mais e melhor sobre a cultura machista predominante e as construções sociais impostas, questionando uma estrutura calcada no patriarcado e no desenvolvimento social masculino, o que coloca as mulheres em papéis subalternos e secundários, tornando-as invisíveis nos espaços públicos e submetidas muitas vezes a violências diárias – não só físicas, todavia. Nós, na Fundação Gol de Letra, aceitamos o desafio de discutir, trabalhar e aprofundar o tema nas comunidades onde estamos inseridos.

Para entender melhor a dimensão deste desafio, vamos a alguns números. No nível mais extremo, o da violência doméstica, o Mapa da Violência 2015 aponta que 3,1% da população feminina do país é vítima de violência dentro da sua própria casa. Em números absolutos, isso significa que 2,4 milhões de mulheres são agredidas por homens conhecidos, e que vivem sob o mesmo teto. Outro sintoma da desigualdade de gênero aponta para o desequilíbrio de rendimento auferido por mulheres e homens que praticam a mesma função, com a mesma eficiência. O curioso é que, em pleno ano de 2015, ainda precisemos levantar esse tipo de argumento econômico para falar sobre igualdade de gênero, quando na verdade apenas o bom senso seria o suficiente.

Nossa proposta de trabalho na Vila Albertina (São Paulo) e no Caju (Rio de Janeiro) é estimular a autonomia de um grupo de mulheres e contribuir para o seu desenvolvimento por meio da ampliação de conhecimentos sociais, culturais e políticos. O projeto Formação de Agentes Sociais capacita mulheres moradoras da Vila Albertina buscando o seu desenvolvimento pessoal e aumento do espírito comunitário. O empoderamento acontece com o sentimento de pertencimento e responsabilidade para com seu território. Com sua atuação e articulação nos espaços públicos, elas se tornam referência para a comunidade, capazes de multiplicar conhecimentos e atitudes em temas como violência doméstica, direitos civis, saúde e direitos sexuais e reprodutivos. Enfim, assuntos sensíveis ao cotidiano das mulheres e que estão diretamente relacionados à questão da desigualdade de gênero.

O fato é que não se pode mais perder tempo. Entendendo essa desigualdade como um desbalanceamento estrutural, é preciso enfrentar desde a infância as questões relativas para garantir um cenário mais favorável às futuras gerações. Diante desse contexto, surge a proposta do Gol pela Igualdade, um projeto que utiliza a principal linguagem da Fundação Gol de Letra – o esporte educacional – para potencializar a autonomia de adolescentes e jovens e estimular o protagonismo feminino. Por meio do esporte, as meninas sentem-se mais capazes para se posicionar no espaço público junto com os meninos e confiar em sua potencialidade.

20140204 Futsal Bruna Cenco 49

O Gol pela Igualdade é um dos finalistas do CityzensGiving, campanha do Manchester City FC que definirá o destino de um montante total de cerca de £400 mil entre seis organizações sociais de todo o mundo. Para ser realizado, o projeto precisa de votos: http://www.cityzensgiving.org/Manchester

Este trabalho é apenas uma contribuição para um desafio que é diário, constante e de longo prazo. Desafio que deve ser assumido por cada um de nós, em nossa forma de agir e pensar, seja em casa, no trabalho, na mesa do bar, nas redes sociais, no transporte público, nas salas de aula…