Projeto promove intercâmbio de jovens durante a Olimpíada Rio 2016

Com apoio do Erasmus+, programa da União Europeia, jovens da Fundação Gol de Letra e das ONGs Everything is Possible (Inglaterra) e Polgár Foundation (Hungria) terão a experiência de vivenciar os Jogos Olímpicos

Em agosto, as atenções do mundo inteiro estarão voltadas para a cidade do Rio de Janeiro, sede dos Jogos Olímpicos, primeira edição realizada na América do Sul. Milhares de atletas, turistas, autoridades, jornalistas e visitantes das mais diferentes nacionalidades estarão presentes para acompanhar as competições nessa grande confraternização mundial.

Uma oportunidade e tanto para fortalecer a discussão em torno da importância de desenvolver atividades que incentivem o legado da educação juvenil por meio do esporte, bandeira defendida pela Fundação Gol de Letra.

Banner Facebook

O projeto Legado Olímpico (Olympic Legacy), desenvolvido pela Gol de Letra e outras duas organizações sociais internacionais, vai propiciar a um grupo de jovens a experiência única de vivenciar um grande evento esportivo, realizando atividades de integração, trocas de conhecimentos, culturas e valores. A iniciativa é promovida pelo Erasmus+, programa de intercâmbio da União Europeia, com apoio do Consulado Geral Britânico.

De 8 a 15 de agosto, 30 adolescentes da Gol de Letra (RJ e SP) e das ONGs Everything is Possible (Inglaterra) e Polgár Foundation (Hungria) farão um intercâmbio  no Rio de Janeiro e acompanharão de perto os Jogos Olímpicos. O grupo vai assistir as competições de natação, remo, judô e polo aquático.

Jovens Monitores Participantes

Grupo da Fundação Gol de Letra SP (Brasil)

Além disso, a programação conta com uma série de atividades, tanto na sede da Gol de Letra, na comunidade do Caju – como Festival de Esportes, Noite Intercultural e Jantar de Integração – quanto externas, que incluirão visitas às Casas Britânica e Húngara (casas temáticas montadas por cada país especialmente para a Rio 2016), passeios à praia, Centro da cidade, Boulevard Olímpico (MAR) e Parque Nacional da Tijuca.

“É uma oportunidade única e enriquecedora! Propiciar aos jovens a chance de vivenciar uma Olimpíada com pessoas de outros países, de trocar experiências  e conhecimentos, lidar com o desafio que a comunicação em outra língua exige… Tudo isso vai enriquecer a bagagem cultural de cada um deles”, ressalta Sóstenes Oliveira, diretor geral da Fundação Gol de Letra.

British Group_Olympic Legacy

Grupo da Everything is Possible (Inglaterra)

Grupo da Polgár Foundation (Hungria)

Grupo da Polgár Foundation (Hungria)

Segundo Clair Brown, diretora da Everything is Possible e responsável pela coordenação geral do projeto, “o objetivo principal é promover trocas importantes no âmbito do esporte educacional entre os jovens e os profissionais participantes”. Além desse intercâmbio, o projeto conta com uma experiência internacional de dois voluntários intercambistas (EVS) da Gol de Letra, que já estão na Inglaterra trabalhando em organizações locais e centros educacionais ligados a esportes; e mais dois voluntários britânicos que virão ao Brasil para atuarem na Gol de Letra.

Outra estratégia será a troca de experiências profissionais entre as organizações, através de intercâmbios de menor duração, no sistema “work shadow” (profissionais sombra), no qual colaboradores das três ONGs terão a oportunidade de acompanhar alguns dias de trabalho nos diferentes países visando seu desenvolvimento profissional.

O projeto tem o apoio do Consulado Geral Britânico no Brasil, da BRF e da Gol Linhas Aéreas. Conheça mais e acompanhe todos os acontecimentos pelo site: http://olympiclegacy.eu/

Gol de Letra participa de encontro promovido pelo Manchester City

Cúpula Global de Jovens Líderes, iniciativa do Cityzens Giving, reuniu 30 jovens de nove países onde o clube inglês apoia projetos sociais

Com o objetivo de empoderar jovens líderes que participam dos projetos apoiados pela City Football Foundation em todo o mundo, o Manchester City promoveu uma semana inteira de capacitação, treinamento, integração e atividades práticas para que 30 jovens possam desenvolver suas habilidades, autoconfiança e redes de relacionamento a fim de transformar suas comunidades.

Cupula de Jovens Lideres_Manchester_Junho 2016 (42)

A Cúpula Global de Jovens Líderes foi realizada de 5 a 11 de junho na cidade de Manchester, na Inglaterra, e contou com a participação de jovens da Fundação Gol de Letra que participam do projeto Gol pela Igualdade, apoiado pelo Cityzens Giving, braço social do clube.

Letícia, Ramón, Victor e Douglas, acompanhados da educadora Josiane, embarcaram para a “Terra da Rainha” para uma experiência incrível, de muito aprendizado e novidades, que aqui no Brasil serão compartilhados com os demais participantes do projeto.

Cupula de Jovens Lideres_Manchester_Junho 2016 (4)

As oficinas e atividades foram realizadas na City Football Academy, local oficial de treino de todas as equipes do Manchester City. Lá eles desenvolveram habilidades de liderança, empreendedorismo social e de diálogo com diferentes culturas, colocando o futebol como ferramenta de educação.

O projeto de cada país tem como foco trabalhar um tema importante para o desenvolvimento de suas comunidades locais, tais como empregabilidade, saneamento, acesso à educação básica, entre outros. No Brasil, o projeto Gol pela Igualdade, da Fundação Gol de Letra, participa trabalhando a questão da igualdade de gênero por meio do futebol.

Cupula de Jovens Lideres_Manchester_Junho 2016 (27)

“Todos aproveitaram bastante. Tivemos um treinamento teórico e prático de como conduzir uma atividade e agir como líder. Nosso grupo colocou a mão na massa, produziu, se arriscou, propôs ideias, testou novas possibilidades e compartilhou experiências com outros países. E um detalhe: lá até a grama é azul (cor principal do time)!”, contou a educadora Josiane Espinosa.

Cupula de Jovens Lideres_Manchester_Junho 2016 (10)

Workshops, encontros com a equipe de profissionais do clube, palestras e atividades no campo fizeram parte da programação. Ao final, eles planejaram ações e as colocaram em prática no Festival de Futebol que foi organizado para 120 crianças da escola da comunidade local. Para eles, a maior dificuldade foi em relação à língua, barreira superada com muito bom-humor, gesticulações e empatia com os outros participantes.

finalA78Q8217

Depois de uma semana intensa de aprendizado e compartilhamento, nossos jovens encerraram com sucesso suas participações no encontro e voltaram animados para transformar em ação novas ideias, estratégias e tudo o que vivenciaram por lá.

Cupula de Jovens Lideres_Manchester_Junho 2016 (29)

Josi, Victor, Ramón e Letícia aproveitaram para entregar a placa de reconhecimento de parceria para Annemarie Elsom, diretora de Programas Internacionais da City Football Foundation.

A Gol de Letra acredita que toda pessoa é capaz de ultrapassar fronteiras, não só físicas mas principalmente sociais, culturais, imaginárias e de qualquer natureza. Parabéns a todos!

 

França no Brasil e Brasil na França

A oportunidade é única e o pacote é completo: três semanas em território francês, com direito a um tour de três dias por Paris e um acampamento de verão com jovens franceses. Dez jovens da Fundação Gol de Letra se preparavam para essa grande aventura, que será em julho, enquanto 12 franceses se despediram, no dia 8 de maio, de seus novos amigos brasileiros.

Desde 2002, a parceria firmada entre a Fundação Gol de Letra e a associação francesa Sport dans la Ville permite que, anualmente, jovens franceses e brasileiros participem de um intercâmbio cultural que vai além da visitação de pontos turísticos e prioriza as experiências humanas.

Despedida Intercâmbio

Jovens têm oportunidade de conhecer a França

Em São Paulo, os jovens franceses conheceram a realidade dos moradores da Vila Albertina, hospedado-se perto da comunidade e participando das atividades da Fundação Gol de Letra com os alunos, além de visitar o centro e os pontos turísticos da cidade. No Rio de Janeiro, as famosas paisagens da cidade maravilhosa e convivência com os alunos da unidade Caju em atividades de cultura e esporte enriqueceram ainda mais a experiência.

A popularidade do projeto é grande entre os jovens e o processo de seleção dos dez intercambistas envolve desde a idade e documentação em dia, até assiduidade, tempo de casa e comportamento. Caio Santana, de 17 anos, teve de esperar um ano para participar do intercâmbio. “A documentação da minha mãe tinha erros e, por isso, meu passaporte não ficaria pronto a tempo de eu viajar em 2009. Acabei sendo selecionado novamente para a turma de 2010”, conta ele, demonstrando um entusiasmo peculiar com o que para alguns não passa de uma burocracia: o passaporte. “Nunca pensei que teria um documento com essa importância, muito menos que sairia do país”, ressalta.

Segundo Mathieu Fernandes, professor de Educação Física e coordenador do programa de intercâmbio na Sport dans la Ville, o aspecto mais marcante da experiência para os franceses é o tipo de relacionamento característico dos brasileiros, mais aberto, espontâneo e festivo. Quando perguntados do que mais sentirão falta de toda a experiência, a resposta dos franceses, como Maxime Patissier, de 17 anos, é uma só: “dos amigos brasileiros”.  Até 2010, o programa de intercâmbio já havia beneficiado 143 jovens (80 franceses e 63 brasileiros).

Despedida do intercâmbio

Despedida para os visitantes franceses

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seja um sócio titular e contribua para transformação de milhares de crianças e jovens da Fundação Gol de Letra. Acesse www.goldeletra.org.br/doe