Formação de Lideranças Femininas- Agentes Sociais da Fundação Gol de Letra, Caju. 

Por Karina Avelar – Analista de Projetos 

Estamos de volta! Iniciamos a segunda turma de formação de Agentes Sociais da Fundação Gol de Letra, no Complexo de Favelas do Caju!  

Vamos formar 8 Mulheres para atuarem no território do Caju, no Rio de Janeiro. Objetivamos incentivar lideranças comunitárias femininas para que se consolidem nos territórios como promotoras da cidadania, mobilizando moradoras(es) para a construção de pautas coletivas de reivindicação por direitos.  

O Território do Caju é formado por 10 Comunidades, 2 Ocupações Populares e já chega a mais de 30 mil habitantes, segundo dados do Centro Municipal de Saúde Fernando Antônio Braga Lopes. Esse complexo, sobrevive diariamente dividindo o ar com a poluição, a segurança com a guerra às drogas e aos pobres, às ruas com os caminhões e carretas, as vielas com a destinação inadequada do lixo. 

Além disso, falamos de um território com famílias representadas por mulheres, a que a maternidade solo tangencia e a violência contra a mulher, principalmente doméstica, são também parte da história que marca o cotidiano local.  

É a essa realidade que a formação das Agentes Sociais vai se debruçar, explorando a realidade diária, dialogando com conhecimentos teóricos e traçando estratégias coletivas para a superação de problemáticas que ferem direitos.  

O primeiro ano (2021-2022) demonstra a potência que a formação de mulheres pode apresentar nos resultados, tanto para nossa história enquanto instituição, comprometida com a Luta pela igualdade e por melhores condições de vida às famílias, com as quais trabalhamos direta ou indiretamente; como para o território em questão, incentivando a disseminação de conhecimento e construção de estratégias de luta diária, que podem se somar dia após dia.  

Para colorir o supracitado temos a produção da Cartilha “A PRÁXIS NO PROCESSO FORMATIVO DE AGENTES SOCIAIS: Vivências artísticas como possibilidade de superação das violências”, que ilustra resultados concretos de como a disseminação de conhecimentos e ferramentas coletivas podem dar frutos de superação a essas mulheres, assim como as comunidades em que estão inseridas.  

Para o ciclo 2023-2025 esperamos muito mais. Essas mulheres estarão em formação diária e inseridas na dinâmica institucional, construindo com as equipes, panfletando e dialogando com o território. Reconstruindo vivências e saberes!  

Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
Download WordPress Themes
Download Nulled WordPress Themes
free online course
download karbonn firmware
Download Nulled WordPress Themes
download udemy paid course for free