Luiza Helena Trajano participa de evento da Gol de Letra

image

A presidente do Conselho do Magazine Luiza e presidente do Grupo Mulheres do Brasil, Luiza Helena Trajano, foi nossa convidada principal do já tradicional Evento com Investidores da Fundação Gol de Letra, que anualmente reúne seus patrocinadores e prospects para debater temas de interesse comum entre o terceiro setor e o mundo corporativo.

Este ano, o tema não poderia ter sido outro: “Os Desafios Pós-Pandemia”, já que ela atingiu todos os setores e obrigou a todos a se adaptar a uma nova realidade e repensar sua forma de atuação. Foi a primeira vez que o evento aconteceu apenas no formato digital, resultado de uma das adaptações da Fundação no atual cenário.

Além de falarmos da experiência da Gol de Letra no atendimento às comunidades, conversamos com Luiza Helena Trajano e Raí Oliveira, instituidor da Fundação Gol de Letra, sobre algumas das principais preocupações que estão hoje nos corações e mentes de todos os brasileiros.

O evento é exclusivo para patrocinadores e potenciais parceiros futuros da Fundação Gol de Letra, mas hoje trazemos todos os detalhes e melhores momentos desse encontro especial. Confira:

image

O Serviço Social da Gol de Letra

Em sua fala inicial, o mediador e Diretor Geral da Fundação, Sostenes Brasileiro, comentou um pouco das dificuldades e adaptações que a Gol de Letra teve de passar durante a pandemia. Ele deu a palavra a Karina Avelar, assistente social que esteve na linha de frente da relação com a comunidade durante o período de distanciamento social.

Guiados por um Protocolo de Atendimento, a equipe do Serviço Social adotou uma política de atendimento durante a pandemia, privilegiando uma estratégia de segurança alimentar que se mostrou urgente. “Começamos entregando cestas básicas e itens de higiene em abril e mais recentemente entregamos cartões-alimentação com recargas de $100 reais por três meses”, contou Karina.

“Os dados coletados durante esse processo nos deram entendimento das mazelas pelas quais as comunidades estavam passando, como o impacto negativo nas condições de trabalho, renda e benefícios sociais. Assim, buscamos alinhar nossas estratégias sempre com o trabalho em rede”, explica Karina. “As frentes coletivas de solidariedade nos ajudam a superar e crise e manter uma relação com o território para garantir mais abrangência no atendimento”.

Impactos da pandemia

A sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil e a cultura de doações no Brasil deram o pontapé no debate entre Raí e Luiza Helena Trajano. Em sua fala, Raí lembrou que diversos países possuem um perfil de financiamento diferente, uns mais focados em incentivos governamentais enquanto outros dependem mais de doações.

“A pandemia acelerou a capacidade das pessoas de entender que você pode ter, mas também tem que ser, e isso faz com que você passe exigir mais de si mesmo e do outro”, reflete Luiza Helena Trajano. “Quando abrimos na Bolsa de Valores, eu já falava de propósito mesmo sabendo que isso não ia aumentar o valor da empresa em um real, e hoje eu não abro uma live com um investidor em que não se fale sobre propósito, sustentabilidade e fazer o bem”.

Para ela, o grande salto que poderá gerar mudança são as políticas públicas. “As políticas públicas só mudam quando a sociedade entende seu papel, porque é muito doentia a cultura política no Brasil. Não temos um plano de governo a longo prazo e isso se mostrou na pandemia”, disse. “A tempestade pegou todo mundo, mas eu estava na minha casa com ar condicionado enquanto a maioria estava nadando sem colete, morando com 10 pessoas em uma casa”.

Esse conjunto de crenças levou a Luiza a criar o Grupo Mulheres do Brasil. Este foi o tema da pergunta da monitora de teatro Letícia Silva. “Queremos ser o maios grupo político apartidário do Brasil”, respondeu Luiza. “Trabalhamos em 20 causas mas não somos uma ONG, nós nos juntamos a quem já faz para impulsionar seu trabalho”.

image

Educação e oportunidade no mercado de trabalho

Outra pergunta feita por Alex Barbosa, jovem atendido da Gol de Letra, motivou o debate sobre a desigualdade de oportunidades no mercado de trabalho. “O meu dilema é que eu não consigo emprego porque não tenho uma formação, mas preciso de um emprego para pagar meus estudos”.

Além de contar sobre o programa de bolsas de estudo que o Magazine Luiza oferece para contornar esse problema, Luiza aproveitou para falar da educação pública. “O programa do Jovem Aprendiz é muito bom, mas precisa ser mudado, porque ou o jovem arruma outro emprego em seguida ou ele fica perdido, pois ele não tem como pagar pelos estudos. É um buraco muito grande”, diz. “Enquanto não trouxermos o professor para o palco, não vamos consertar a educação”.

Raí também contou um caso pessoal que o fez refletir sobre o papel do professor. “Fui para o Sri Lanka passar alguns dias e lembro de ter visto como os monges budistas tinham um respeito, uma valorização da importância deles, que são mestres espirituais. Quando vi aquilo me perguntei quando vamos encarar o professor dessa forma? Ele é um mestre responsável pela formação das futuras gerações, se ele não tem apoio e estrutura, tudo fica pela metade”.

Trainee polêmico

Durante a pandemia, o Magazine Luiza anunciou um programa de trainee exclusivo para negros, o que gerou uma reação muito agressiva. Raí e a monitora Marina Souza questionaram Luiza sobre a polêmica e o que levou a empresa a criar o processo.

“Nós fizemos uma avaliação interna e vimos que, apesar de termos 52% de funcionários pretos ou pardos, apenas 16% deles estavam em cargos de alto nível. Nós acreditamos que é o trainee que leva a cargos de diretoria, e dos 350 trainees que já passaram pela empresa, só 10 foram negros, porque eles desistiam no meio do processo, foram criados para achar que ali não era um lugar para eles”, comentou Luiza.

“Então tivemos a ideia de fazer um trainee exclusivo para corrigir essa dificuldade nossa, porque temos um trabalho muito bom com gênero, temos 40% de mulheres no Conselho da empresa e em cargos altos, mas não tivemos um avanço parecido com negros nessas posições. É como quando damos aula de reforço a um filho com dificuldades na escola. É isso que o trainee para negros representa para nós”.

Marina contou um pouco da sua própria experiência como negra periférica e opinou sobre o impacto da iniciativa do Magazine Luiza. “A distância social para nós já existe há muito tempo, e é em projetos como o da Gol de Letra que vemos oportunidade. A situação está mudando, mas com muita dificuldade, e iniciativas como a do Magazine Luiza com certeza influenciam outras empresas”.

image

Mulher, mãe e periférica no mercado de trabalho?

O debate, que durou cerca de uma hora, ainda contou com perguntas do público sobre cultura, renda básica, auxílio a pequenos e médios empresários e as dificuldades específicas das mulheres na sociedade. Jessika Mota, que passou pelo Pré-ENEM da Fundação Gol de Letra e foi aceita em três universidades, contou que passou por dificuldades no processo por ser mãe, negra e periférica. “Que mudanças você acha que podem ser promovidas no mercado de trabalho para que essas mulheres consigam progredir em suas carreiras? ”, perguntou.

Luiza respondeu com um exemplo dentro da própria empresa. “O Magazine Luiza dá um cheque-mãe para todas as mulheres que tem filhos até 11 anos para ajudar na escola, porque as mulheres saem 5 ou 6h da manhã para irem trabalhar sem ter onde deixar o filho e volta à noite para fazer o serviço doméstico. Temos que criar políticas públicas para amparar os filhos das mulheres de periferia, lutar por creche, por escolas de tempo integral”, disse. “Alguns homens na empresa me pedem cheque-pai, e eu sempre respondo que quando sua sogra, vizinho ou sociedade te cobrar pelos cuidados do filho daí eu te dou cheque-pai. Eles mesmos admitem que isso não vai acontecer, então tem muito ainda para caminhar”.

Ao fim do debate, a Fundação Gol de Letra apresentou vídeos sobre o trabalho durante a pandemia em suas unidades do Rio de Janeiro e São Paulo, e os projetos da Fundação Gol de Letra que estão abertos à captação via leis de incentivo. Você pode acessar o vídeo completo do evento no link abaixo!

image
Download Nulled WordPress Themes
Premium WordPress Themes Download
Download WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
lynda course free download
download karbonn firmware
Download Premium WordPress Themes Free
free online course