Educação em sexualidade para crianças e adolescentes é tema de curso na Gol de Letra

Enquanto uma organização da sociedade civil, a Fundação Gol de Letra entende que é seu papel promover e trabalhar para garantir o acesso de crianças e adolescentes aos seus direitos, entre eles o direito ao desenvolvimento sexual saudável e o acesso a outras garantias no campo da educação em sexualidade.

Para atingir esse objetivo, a Fundação desenvolve programas e projetos que trabalham a questão, tendo sido reconhecida em 2017 com o prêmio Itaú-UNICEF pelo projeto Sexualidade em Ação, que atua em parceria com escolas da região da Vila Albertina para a formação de professores e outros profissionais da educação nas temáticas de sexualidade.

Outra iniciativa é o projeto Esporte e Gênero, que desde 2016 trabalha temáticas de gênero e sexualidade de forma lúdica e adaptada a cada faixa etária junto a crianças e adolescentes que participam das atividades da Fundação em todos os seus núcleos de atendimento e escolas parceiras de São Paulo.

São mais de seis anos trabalhando com educação em sexualidade no atendimento direto às crianças e adolescentes e na capacitação da própria equipe Gol de Letra e de outros profissionais da rede pública de educação. É essa bagagem teórica e prática que a Fundação Gol de Letra leva para o curso online “Garantia do Direito ao Desenvolvimento Sexual Saudável de Crianças e Adolescentes”.

O curso é destinado a profissionais da rede de assistência social e da área da saúde e educação, com o objetivo de discutir a importância da promoção dos direitos relacionados à essa temática no trabalho cotidiano com crianças e adolescentes, e refletir sobre perspectivas e metodologias para a garantia, acesso e cumprimento desses direitos.

O curso será ministrado pela equipe do Projeto Sexualidade em Ação: Bianca C. Martins, educadora social da Gol de Letra e pesquisadora em criminologia;  Samantha Nascimento, estudante de Serviço Social e estagiária em Educação Social , com consultoria de  Elânia Francisca, psicóloga, especialista em gênero e sexualidade, mestra em educação sexual e colunista do uol. A coordenação do curso está a cargo da psicóloga Cristiane Narciso, especialista em gênero e diversidade na escola, coordenadora do Programa de Jovens e do Programa Comunidades da Fundação Gol de Letra em São Paulo.

Segundo a educadora Bianca, “é importante que as crianças e adolescentes tenham acesso a espaços seguros para se informar e se apropriar dos serviços que pode acessar para garantir sua proteção e qualidade de vida no campo da sexualidade”, diz.

Diante disso, é necessário pensar como a temática será abordada com cada faixa etária, quais tópicos serão tratados e de que forma. “Vamos falar da nossa perspectiva de educação em sexualidade, pensar em práticas possíveis dentro dos limites dos nossos trabalhos e da estrutura que temos à disposição”, conta Bianca.

“Considerando que trabalhamos em comunidades onde as pessoas são mais conservadoras, é importante que os profissionais da educação, assistência social e da saúde conheçam a legislação que respalda esse trabalho e tenham ferramentas para colocar em prática o que já está previsto em lei”, diz a educadora.

Ter essa rede de profissionais informados é essencial para garantir esses direitos, pois a sexualidade ainda é um tabu que atrapalha a formação profissional nessa temática. Ofertar oportunidades de pensar e refletir sobre isso é fortalecer essa rede de profissionais, pois se o poder público tem a responsabilidade de garantir o direito das crianças e adolescentes, então esses espaços precisam ser formados para atender essa demanda.

Entre esses espaços está a escola, que é a principal porta de entrada para denúncias de abuso infantil. “A criança leva a denúncia para a escola, principalmente a escola pública, porque é o lugar onde ela passa mais tempo.  Então o posto de saúde precisa ter esse vínculo para garantir o atendimento e acolhimento da criança que denuncia, e a assistência social também é importante para garantir o encaminhamento da denúncia aos órgãos competentes”, explica a Bianca.

Educação em sexualidade é garantia de direitos, prevenção à violência, autoproteção e autoestima. É essa visão mais ampla e interseccional que rege a temática dentro da Gol de Letra e também o curso online.

Free Download WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
Premium WordPress Themes Download
Free Download WordPress Themes
download udemy paid course for free
download coolpad firmware
Download Premium WordPress Themes Free
udemy paid course free download