• Formação de Pessoas

Educação Integral e em Tempo Integral: qual é a diferença?  

Entenda como diferenciar os dois conceitos e saiba mais sobre a atuação da Gol de Letra com a educação integral.

Apesar de compartilharem um contexto educacional, os conceitos de “Educação Integral” e “Educação em Tempo Integral” são bem diferentes. Enquanto um está associado aos valores formativos dos educandos, o outro está centrado na forma como esse processo se estrutura nas escolas. 

“É justamente aqui que ocorre a confusão. A educação integral é aquela que leva em consideração a realidade na qual os educandos estão inseridos, em diálogo com a escola, com o território e com a comunidade. Nesse caso, não há relação direta com a carga horária escolar”, explica Raí Souza Vieira de Oliveira, Diretor-Executivo da Fundação Gol de Letra.  

Ou seja, é possível garantir a educação integral em uma configuração de tempo integral. Mas, não necessariamente, uma escola em tempo integral assegura uma educação que responda aos princípios da integralidade. 

Leia mais: Gol de Letra: 25 Anos de Compromisso com a Educação Integral 

Mas, afinal, o que é educação integral? 

A educação integral é um processo contínuo de desenvolvimento que abrange todos os aspectos formativos de um indivíduo: físico, intelectual, relacional, cultural e social. Em outras palavras, é o que chamamos de educação para a cidadania. 

Segundo o Centro de Referências em Educação Integral, “é também trajetória social e trilha individual, em que valores, linhas de pensamento e formas de organização coletiva se fundem com as escolhas, preferências e habilidades de cada um”.  

Nesse sentido, a Educação Integral parte do princípio de que todo educando é um sujeito que carrega uma relação com o território do qual faz parte. Por isso, o diálogo com esse contexto externo é o que caracteriza todas as propostas curriculares.  

Leia mais: A importância do trabalho em rede para a Fundação Gol de Letra

Educação em Tempo Integral: oportunidades e desafios 

Na prática, a educação em tempo integral significa ampliar o tempo de permanência dos estudantes nas escolas. O objetivo do Ministério da Educação (MEC) é alcançar uma carga horária de, no mínimo, sete horas diárias ou 35 horas semanais


A Fundação Gol de Letra trabalha em conjunto com a rede de proteção à criança e ao adolescente nos territórios em que atua. Isto é, unidades de saúde, serviço social, defensoria pública e conselhos tutelares.

Não à toa, o Plano Nacional de Educação (2014-2024) também estabeleceu essa meta na legislação brasileira. A ideia é que 50% das escolas públicas ofereçam educação em tempo integral para atender, pelo menos, 25% dos estudantes da educação básica.  

No entanto, essa modalidade de ensino no Brasil não avançou como esperado. De acordo com o último relatório de monitoramento do PNE, apenas 22,4% das escolas brasileiras ofereciam vagas em tempo integral em 2021. 

Embora o ensino em tempo integral traga benefícios para a aprendizagem, consolidados a partir experiências bem-sucedidas em países como Austrália e Finlândia, a desigualdade socioeconômica brasileira pode ser um obstáculo para a efetivação dessa modalidade. 

Dados de uma pesquisa realizada pelo Datafolha e encomendada pelo Todos pela Educação, em 2024, mostram que sete em cada dez jovens entre 14 e 16 anos afirmam que pretendem estudar e trabalhar durante o Ensino Médio.  Desse total, a porcentagem é maior entre estudantes de escolas públicas (74%) quando comparada à de estudantes de escolas particulares (55%). 

Educação Integral: a causa da Gol de Letra 

Em essência, os projetos da Gol de Letra são pensados para garantir dupla proteção de direitos para as crianças e adolescentes. Na prática, isso significa associar uma proposta pedagógica às políticas de proteção social.  

“Ter um olhar de Educação Integral significa fazer um trabalho integrado com a área social, com a família e com a comunidade. É pensar na formação dos educadores e ter todo um cuidado para que o educando se desenvolva plenamente”, complementa Felipe Pítaro Ramos, Gerente da Gol de Letra no Rio de Janeiro.

Além de ofertar atividades de esporte, cultura e lazer no contraturno escolar, a Fundação mobiliza agentes comunitários e uma rede parceira composta por unidades de saúde, serviço social e conselho tutelar.  

De modo que, tanto na Vila Albertina (São Paulo) quanto no bairro do Caju (Rio de Janeiro), o objetivo das ações é contribuir para o desenvolvimento individual e coletivo nos territórios atendidos, tendo a educação integral como ponto de partida.  

Download Best WordPress Themes Free Download
Premium WordPress Themes Download
Premium WordPress Themes Download
Download Best WordPress Themes Free Download
download udemy paid course for free
download samsung firmware
Download Best WordPress Themes Free Download
udemy paid course free download